terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Lembranças Esquecidas poema de Tiago Malta





É tão bom quando sonho estar na praia com a família
(...)
Mas que família?
Que praia?
Que casa de praia?


É aquela que não volta mais
Já nem me lembro do que não quero lembrar:
Avós, primos, tios e padrinhos


A Cabeça doí, os olhos pesam
tudo isso me corroí
é melhor enterrar,
Pois isso fede
pra não me ver lembrando
vou engolir o grito e chorar baixinho


Não sei se os presentes tem a noção do que da pra fazer com um ser ainda em formação
E é obrigado a entender pra não viver sufocado.
(...)
Não entende, é Sufocado e por isso morre cedo.


(Tiago Malta - Do Quinto caderno da Sabedoria - 02/10/1999)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMENTA QUE EU GOSTO